Tromboembolismo Venoso é uma doença nosocomial evitável






Comissão do Protocolo de TEV (E) promoveu palestra com a médica Ana Thereza Cavalcanti Rocha


Implantando no Hospital Unimed Vale do Caí (HUVC) em 1º/11/2015, o Protocolo de TEV (tromboembolismo venoso) está relacionado com a melhoria da qualidade e da segurança do atendimento aos pacientes. Dando continuidade a essa implantação, a comissão do Protocolo de TEV promoveu na noite de terça-feira (18), a palestra “Programa de profilaxia de TEV: implementando o TEV Safety Zone” sobre a importância da avaliação do risco de cada paciente internado no HUVC. A atividade foi realizada no anfiteatro do hospital e reuniu médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e farmacêuticos.


Durante a palestra, ministrada pela médica Ana Thereza Cavalcanti Rocha, pneumologista na Emergência do Hospital Jorge Valente, Salvador Bahia e fellow do American College of Chest Physicians, foi abordado o que é o protocolo, quais suas funções, que benefícios apresenta aos pacientes, além de dados relacionados à aplicação dele no Brasil e no mundo.


Um dos fatos destacados pela médica mostra que o TEV é uma doença nosocomial evitável, pois entre todos os pacientes internados, 85% possuem risco alto para TEV e apenas 15% apresentam risco baixo. “Assim, se todos os pacientes internados forem avaliados quanto ao risco de desenvolverem a TEV, teremos um hospital mais seguro e com atendimento diferenciado”, complementa a assessora executiva da Qualidade, Cíntia Andrade.


Conheça mais sobre a palestrante


Prof ª Dra. Ana Thereza Rocha


Professora Adjunta e Chefe do Dep. Saúde da Família da FMB – UFBA


Doutora em Medicina e Saúde – UFBA


Pneumologista e Intensivista, Duke University, NC, EUA


Mestre em Pesquisa Clínica, Duke University, NC, EUA


Fellow do American College of Chest Physicians (ACCP)


Depoimentos de participantes da palestra


“Muito bom! A palestrante com linguagem simples, embora muito atualizada. Senti que valeu a pena ter participado”. Enfª Lilian Dalla Nora, alas de internação.


“A implantação do Protocolo de TEV torna o hospital um ambiente mais seguro para o paciente. Se não tivermos atenção ao Tromboembolismo Venoso, expomos o paciente a riscos aos quais ele não deveria ser exposto”. Dr. Everton Bochi, cardiologista.


“Adorei! Fiquei realizada, pois a palestrante era muito boa”. Enfª Cleira de Lurdes Oliveira Pereira, CDI.


Qualidade no atendimento e Acreditação Hospitalar


O Protocolo de TEV foi adotado pelo HUVC para todos os pacientes clínicos e/ou cirúrgicos. A implantação desse protocolo foi realizada pela comissão de TEV, formada pelos seguintes profissionais: Dr. Everton Bochi, Dr. Waldir João Kleber, enfª Cláudia Regina Gomes da Silva, enfª Rosmari Pagnussat (interina), farmacêutica Juliana Bochi, fisioterapeuta Silvia Barcelos e assessora executiva da Qualidade, Cíntia Andrade. 


Mensalmente, a comissão se reúne para avaliar os resultados do protocolo, que também atende os requisitos da Acreditação Hospitalar, seja da ONA, Joint Commission ou ainda Canadense - Qmentum


20/10/16 - 13:53:53